No começo, a ocupação

“A história da Vila começa em 1988, quando um grupo de pessoas que chegou a 1200 famílias decide ocupar um grande terreno, área de uma fazenda particular, conhecida como Fazenda “do Rony”. Essas pessoas eram trabalhadores de baixa renda, condutores, metalúrgicos, trabalhadores da Unicamp, da construção civil e da Polícia Militar. Alguns deles eram sindicalizados, e moravam nos bairros do entorno, em situações de moradia precária: pagavam aluguel, viviam em barracos, viviam de favor na casa de alguém – tipo de situação comum nas áreas periféricas das grandes cidades brasileiras. Ao ocupar essa fazenda, as pessoas levantaram um acampamento com lonas pretas e fundaram uma história de luta, que passou pelo sofrimento compartilhado e pela reivindicação.”

O trecho acima foi retirado do livro:

“Luta e resistência pelo direito à moradia: a história da Vila União”

Disponível neste link